«Você gosta de se mascarar de chaminé ou é apenas candidato a morto?»


LauraBM @ 15:59

Qua, 10/03/04

Repassando_rosa.gif Num curso de "AGENTE DE SAÚDE COMUNITÁRIA" ensinaram que, na hora da queimadura, seja lá a extensão que for, a primeira providência é colocar a parte afectada debaixo de água fria corrente até que o calor diminuísse e parasse de queimar muitas camadas de pele, e depois passar clara de ovo, levemente batida, só para que ela seja mais fácil de aplicar.
Pois pasmem vocês:
Na semana passada, ao aquecer a água uma amiga deixou passar do ponto, ela já estava em ebulição, quando pegou a chaleira para jogar aquela água fora, "conseguiu" queimar uma grande parte da mão, porque a água fervente jorrou para fora, quando ela tentava manusear a chaleira.
Colocou então a mão em baixo da torneira, bastante tempo, para tirar aquele calor inicial, porque a dor era violenta. Então abriu 2 ovos e separou as claras, bateu um pouco, e ficou com a mão naquela coisinha chata, que era a clara. Estava tão queimada a mão, que assim que ela colocava a clara em cima secava e ficava uma película que depois ficou sabendo que era colagénio natural.
Ficou pelo menos uma hora colocando camadas de claras na mão.
À tarde, não sentiu mais dor alguma, e no dia seguinte apenas havia a marca vermelha arroxeada onde havia queimado.
Pensou que ficaria com uma cicatriz horrível, mas para sua surpresa, depois de 10 dias, está sem nem uma marca do acontecido, nada .... Nem a cor da pele mudou.
Aquela parte queimada foi totalmente recuperada pelo colagénio existente na clara de ovos, que na verdade é uma placenta e é cheia de vitaminas.

Repasse esta mensagem, pois sempre existe alguém que pode precisar.

UMA EXPERIÊNCIA PESSOAL (SÔNIA
Bom.. sobre isso, tenho uma experiência pessoal, que aconteceu há uns 15 anos:
Eu estava com convidados em casa e resolvi fritar uma linguiça que veio do interior. Como éramos muitas pessoas, coloquei óleo num tacho e, depois de bem quente, coloquei a linguiça. Esperei fritar de um lado e tinha que virar.
Por preguiça de pegar o garfão, que havia ficado na cozinha principal, peguei um garfo comum, de mesa, e virei a linguiça. Só que, esbarrei na beirada do tacho, que virou e ficou apoiado no meu braço direito, acima do antebraço, enquanto aquele óleo fervente escorria até a minha mão. Eu urrava de dor mas não fiz nada.
Meu marido, correu e pegou ovos na geladeira. Estourou os ovos em cima daquele óleo todo, sem lavar e sem nada, e eu gritei de dor, pois ardeu muito. Daí a uns minutos, quando o ovo secou, formando uma película, ele passou mais ovo; ardeu de novo. E foi assim, não sei quantas vezes, até que não ardeu mais.
Pediu que eu esperasse um pouco, que ele havia lido que durante a Grande Guerra, usavam-se ovos para ferimentos de queimaduras; que eu tivesse paciência e já que não doía mais, que eu deixasse aquela película ali no braço. Concordei e continuei animada com os convidados.
Pois bem... de repente, eu disse q estava incomodada com aquele ovo seco em meu braço e iria lavar. Lavei, e pra espanto de todos, só havia uma bolhazinha no dedo "pai de todos", pequenininha, onde o óleo havia escorrido já menos quente... e o ovo não alcançou, por falta de cuidado nosso mesmo. Em nenhum momento tive marcas, nem vermelhidão, nem nada que pudesse parecer que eu havia acabado de sofrer uma queimadura terrível. O colagénio atua na pele imediatamente e a película que se forma, evita que o ar provoque as bolhas.

Mais uma sobre os ovos: De outra feita, tive uma conjuntivite terrível nos dois olhos. Fui ao oftalmologista e ele me receitou um colírio, tarja preta, à base de sulfa. Comprei, usei e a conjuntivite piorou. Voltei ao médico, ele disse que eu estava com cortes na córnea e que me receitaria o antídoto para alergia à sulfa. Que se eu não melhorasse em uma semana que teríamos que operar a córnea. Fui pra casa, NÃO COMPREI o antídoto, e em lembrei de uma história que haviam me contado de que ovo era bom pra problemas de vista. À noite, antes de dormir, com muita dificuldade, consegui separar um pedaço da clara num conta gotas que estava bem limpinho e seco. Coloquei em cada olho e fui dormir. No dia seguinte, a dificuldade, foi chegar até à pia do banheiro pra desgrudar dos cílios. A vista estava menos ardente. Fiz a aplicação mais duas noites (só à noite), antes de dormir. Na 3ª aplicação, melhorei da conjuntivite. Voltei ao médico que disse: "Que bom, D. Sônia! O antídoto fez muito bem. Ficaram apenas cicatrizes." Eu expliquei o que havia feito, ele me olhou com cara de quem não acreditou e pronto.
Fui embora e, desde então, para queimaduras e conjuntivite, só uso ovo. Espero que não aconteça nenhum acidente com vocês, mas... se acontecer... façam a experiência. tenho certeza que dará certo.
---------------
Sônia.


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

SOMOS MUTANTES: Deepak Chopra

Bem vindos ao meu Blog.
Tentarei transmitir algumas dicas importantes, distraí-los e diverti-los também.
Os artigos do blog não são substitutos da consulta médica mas uma directriz, compatível com o discernimento de cada visitante. ===== Obrigada!
mais sobre mim
* Meter o nariz no blog...
 
*Antiguidades óptimas
links
subscrever feeds
blogs SAPO